NOVA XAVANTINA

Cebola exonera Wander Guerreiro e nomeia servidora na pasta da saúde

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp


Nova secretária ficará no cargo interinamente; no entanto, tem gabarito e já esteve à frente de vários cargos no município

Após vários dias de especulações, o prefeito de Nova Xavantina, João Batista Vaz – Cebola (PSD) exonerou do cargo de secretário da pasta da secretaria de saúde do município, o servidor Wander Guerreiro. O ex-secretário é servidor concursado da prefeitura e sofre seu primeiro processo administrativo.

Com os pés no chão, e após receber a denúncia da ouvidoria municipal, o prefeito Cebola fez uma investigação minuciosa e nesta quinta-feira (08), resolveu acatar um ofício da auditória e autorizou a instalação de um processo administrativo, e ao mesmo tempo, exonerou Wander Guerreiro do cargo de secretário.

Segundo o prefeito Cebola, a nova secretária de saúde, Danielle Alves Silva Melo, será nomeada nesta sexta-feira (09) e ficará no cargo interinamente.

Danielle é concursada a mais de 15 anos como agente administrativo na prefeitura de Nova Xavantina. Ela já esteve a frente de vários cargos no município; como, diretora da creche municipal; no departamento de pessoal; na farmácia do hospital; no Conselho Tutelar e atualmente estava no setor de compras da saúde.

Coincidentemente a promotora Dra. Maria Coeli Pessoa de Lima, enviou um ofício nesta quinta-feira (08), destinado ao prefeito Cebola e ao auditor do município, Welton Magnone, requerendo informações a respeito do caso, e esclarecimentos acerca de providências tomadas em relação ao ex-secretário Wander Guerreiro.

Caso Wander

Wander Guerreiro, está sendo acusado por duas médicas de ter induzido as mesmas a repassar quantia em dinheiro ao ex-secretário. Segundo apurado pelo NX1, o secretário havia combinado com as médicas que ele ia “aumentar no papel” o numero de plantões das médicas, para as mesmas repassar o valor dos plantões excedentes em dinheiro a ele, para ele está quitando algumas pendencias da secretaria de saúde.

Em entrevista ao NX1 na época do suposto esquema, o ex-secretário disse que o dinheiro seria para pagar o médico Rafael Bino; pois, segundo ele, o município devia ao médico um valor de R$ 2.420 reais e esse dinheiro, era para quitar essa dívida.

O secretário disse que do dinheiro recebido das médicas, teve que pagar diárias de um médico cubano para ir até Cuiabá e mais mil reais para uma funcionária da saúde que fora demitida. Sobrando mais de 700 reais que o mesmo afirmou que estava guardado.

Providência

O vereador democrata Valterí Araújo, o Valtinho, chegou usar a tribuna da sessão da câmara para cobrar mais ação por parte da auditoria do município. Valtinho disse que houve outros casos que foram tratados com mais rigor e neste caso, a auditoria estava agindo de modo inerte.

Segundo o auditor Welton Magnone, em respostas ao discurso do vereador Valtinho, a auditoria recebeu a denúncia e logo após, enviou cópia ao prefeito Cebola e a procuradora Bruna Toledo; onde, após ser verificada a gravidade do fato, o prefeito ordenou a instauração do processo administrativo e efetuou a exoneração do ex-secretário da pasta da saúde.

Abaixo, foto da secretária interina de saúde

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

FAMOSOS

Últimas Notícias