NOVA XAVANTINA

‘Eu não seria irresponsável em fechar uma escola’, diz Secretária de Educação de Nova Xavantina

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp


Alunos saem de casa às 6 horas para pegar ônibus para ir para nova escola

A prefeitura de Nova Xavantina foi obrigada a paralisar as aulas da escola do Rancho Amigo. De acordo com a secretária de educação, o motivo seria a falta de profissional.

“A escola não foi fechada. Eu não seria irresponsável em fechar uma escola do nada. A escola foi paralisada e temos nossos motivos”, disse a professora e secretária de educação de Nova Xavantina Cádia Diehl em entrevista ao NX1.

Segundo a secretária, a prefeitura abriu um seletivo para a escola Racho Amigo para preenchimento de duas vagas. “Lá tem apenas um professor efetivo que atua de 1° a 5° ano em uma sala multisseriada e no seletivo, abrimos mais duas vagas: uma para estar atendendo 6° e 7° ano; e a outra vaga, para estar atendendo 8° e 9°.”, explicou.

Ocorre que, após o seletivo, das 06 inscrições, 02 pessoas não foram fazer a prova. As duas professoras que passaram em primeiro lugar assumiram o seletivo; no entanto, assumiram também uma extensão do estado na escola do Banco Safra gerando incompatibilidade de horário para as mesmas.

Diante da conjuntura, a secretaria de educação, chamou as duas professoras para as mesmas estarem escolhendo qual escola queriam permanecer dando aula. Ambas as professoras, escolheram deixar a escola Rancho Amigo e dar aula no Banco Safra (em outro processo seletivo que elas passaram, por meio de um convênio da escola JK com a escola do Banco Safra).

A secretaria de educação convocou as ultimas duas pessoas aprovadas no processo seletivo para substituir as professoras e não ter que paralisar as aulas na escola e de imediato, uma delas rejeitou o cargo; uma vez que, não quis ir para a zona rural. O segundo a ser procurado, que no caso seria o quarto colocado no seletivo, mudou de Nova Xavantina.

Mesmo assim, a secretaria de educação buscou interessados qualificados que estejam interessados em assumir as salas de aulas e consequentemente realizar o seletivo. “Procuramos três moças que na época não quiseram fazer o seletivo para assumir as salas de aulas. Uma delas está dando aula no Campinápolis. As outras duas atuam no Santa Célia e os horários ficaram inviável. E uma outra, atua a noite e ficou em dúvida se ia fazer ou não o seletivo. Concluindo: falta profissional que queira ir para a zona rural.”, afirmou a secretaria.

Diante a situação, a secretaria de educação achou melhor estar paralisando as aulas no Rancho Amigo e direcionando os alunos até a escola do Banco Safra. “O ônibus escolar já chega lá perto do Rancho Amigo para buscar alunos para o Banco Safra, então resolvemos transferir os alunos e o professor para a escola do Banco Safra.”, explicou Cadia.

A escola do Rancho Amigo funcionava no período matutino e tinha 29 alunos.

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

FAMOSOS

Últimas Notícias