NOVA XAVANTINA

Sobe números de mulheres presas no presídio de Nova Xavantina

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp


Cada vez mais a presença de mulheres no mundo do crime aumenta. Em Nova Xavantina, mais de 50 mulheres estão presas. A grande maioria, presas por tráfico de drogas.

Segundo o agente penitenciário Jaime Shossler, que conversou com o NX1, as celas estão com sublotações. Por “status” ou “amor”, o número de mulheres que ingressam no mundo do crime vem aumentando dia-a-dia. Contudo, muitas delas são mães e deixam de acompanhar o crescimento de seus filhos.

Segundo o agente, a maioria delas reclama da saudade dos filhos. “Muitas delas reclamam de carência, pois seus familiares não vêm visita-las e consequentemente, não trazem os filhos para ver as mães.”, explicou.

Por ser um presídio público feminino, Nova Xavantina recebe presas de toda região; com isso, seus familiares na maioria das vezes não têm condições de se deslocar para realizarem as visitas semanalmente.

Atualmente, o sistema prisional não possui qualquer estrutura, seja de locais de amamentação, seja de creches para dar mais conforto às mães e as crianças.

 Uma cela tem lugar para quatro presas; no entanto, oito das noves celas, tem uma presa dormindo no chão. (colchão) no presídio de Nova Xavantina.

Em Mato Grosso mais de 570 mulheres estão presas. Em todo o estado, as cadeias zelam de oito mulheres gestantes; onde, uma delas, está em Nova Xavantina. Ela será transferida para a penitenciária feminina Pascoal Ramos onde tem estrutura para sua gravidez.

Em Mato Grosso, atualmente 574 mulheres encontram-se presas nas sete unidades penais femininas no Estado. Ana Maria do Couto May em Cuiabá e presídios em Rondonópolis, Cáceres, Nova Xavantina, Nortelândia, Colíder e Tangará da Serra.

BENEFÍCIO – desde o último dia 13 está proibido o uso de algemas em mulheres presidiárias durante o parto e também durante a fase do puerpério imediato – período pós-parto. A proibição é confirmada na Lei nº 13.434, publicada no Diário Oficial da União. As novas regras alteram o Código de Processo Penal e seu artigo 292, do Decreto-Lei nº 3.689, de 3 de outubro de 1941. 

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

FAMOSOS

Últimas Notícias