NOVA XAVANTINA

Em rede Social, Prefeito de Nova Xavantina dá ‘bronca’ em proprietários de imóveis velhos no centro da cidade

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp


Buscando dar continuidade no choque de gestão e querendo mudar o visual da cidade, o prefeito João Batista Vaz da Silva, o Cebola (PSD) tirou o domingo para andar pela cidade de Nova Xavantina. Por onde passou, Cebola tirou várias fotos de prédios e lotes sujos, dando uma “bronca” indireta nos proprietários dos imóveis velhos e lotes sujos, publicando as imagens nos grupos de WhatsApp e no seu Facebook.

“Imagens que envergonham nossa cidade”, comentou Cebola ao publicar as fotos nos grupos de WhatsApp e em seu Facebook.

Vários comentários surgiram. Uns defendendo a ideia do prefeito e outros possíveis donos, contrariados com a ‘bronca’. “’ta’ na hora de moralizar essa cidade prefeito…multas pesadas, e ou desapropriação desses imóveis já”, disse Cledemir da Rosa.

A senhora Sueli de Fátima comentou que em seu bairro, os lotes estão sujos. “Isso mesmo bota ordem. Aqui no meu bairro mesmo, tem uns lotes só o matagal no Flor de Liz”, disse.

O empresário Gabriel Piton disse que a cidade está cheia de terrenos vazios por consequência, sujos. “Acredito que o senhor João Batista Vaz da Silva, assim como os novos Vereadores deem um jeito nisso! A irresponsabilidade de abrir loteamentos novos em Xavantina cria isso! Acredito que uma boa ação seria seguir o que alguns municípios como Primavera do Leste, se não me engano, faz, lançar um IPTU progressivo e da um prazo para os proprietários construírem ou venderem, eliminando essa quantidade de lotes vagos na cidade fruto de especulações imobiliária”, opinou.

Dona Maria Helena Castro pediu para o prefeito por ordem no município. “Uma vergonha mesmo João Batista Vaz da Silva. Bem que poderia ter uma lei: quem não cuidasse do que tem, a prefeitura poderia tomar conta e poderia fazer doação para quem precisa, já que os proprietários não cuidam. Poe ordem mesmo prefeito”, comentou.

OUTRO LADO

Além de dar uma bronca nos proprietários dos imóveis, Cebola não deixou de ser alvo de críticas e sugestões, a começar de seu companheiro de profissão Dr. Celson Faleiro, que sutilmente, pediu que o prefeito fosse proativo. “Crítica direta não auxilia. Argumente que ‘essas imagens podem melhorar com a participação e ajuda dos munícipes. Assim haverá melhores resultados”, sugeriu.

Uma empresária (Atrevidinha Modas), proprietária de um dos imóveis saiu em sua defesa. “Senhor João Batista Vaz da Silva, um é meu, e não arrumo porque não quero e sim porque não tenho dinheiro. Porque pessoas como você não valorizam o comércio da cidade; mas, está à venda, então fique a vontade para comprar. A vontade de arrumar é grande; mas, infelizmente agora não posso. E quando quiser me falar algo, vá até a minha loja como foi pedir meu voto… Obrigada! Passar bem”, desabafou, sendo respondida pelo prefeito: “Sinto muito; mas, vai receber uma multa em breve,’ tô’ tentando limpar nossa cidade”. Advertiu.

Yuris Maria pegou no ponto fraco do prefeito e lembrou do asfalto da Av. Mato Grosso, obra responsável pela demissão de um secretário. “E o que envergonha realmente a cidade , é o asfalto, a temperatura não pode subir que o mesmo começa a derreter e é necessário que jogue areia, isso sim é vergonhoso para nossa cidade”, alfinetou.

Cebola respondeu que “é melhor errar pela a ação do que pela omissão”.

Um morador de um dos Henry pediu para o prefeito ir fazer uma visita em seu bairro. “Vergonha mesmo é aqueles Henrys sem asfalto. Nessa época de chuva, da uma visita lá prefeito, ainda mais ali que deveria ter um asfalto por ter uma casa comunitária, lamentável moradores daqueles bairros viver ali em épocas de chuva “, disse Geovanny Cristian.

“Passei lá hoje amigo na hora da chuva, se você mora em um dos Henrri's, terás asfalto ainda esse ano. Só terminar o período chuvoso as obras começam”, prometeu o prefeito Cebola em sua resposta ao morador Geovanny.

O empresário Renato Antônio de Oliveira disse que o prefeito deveria ir tirar foto da ‘Lagoa Santa’. (Nome dado ao uma lagoa em frente à uma igreja católica no bairro Jardim Tropical 2). “Faltou você tirar fotografias aqui da Cohab em frente à Igreja no Jardim tropical 2, na esquina a lagoa que tem aqui”, disse Renato acompanhado pela enfermeira Viviane Dunck: “O carro precisa virar barco quando chove”, alfinetou.

MULTA E TAXA

A multa para quem deixa o lote sujo é de R$ 980 reais e a taxa para a limpeza é de 300 reais.

Limpe seu lote e evite transtorno.

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

FAMOSOS

Últimas Notícias