NOVA XAVANTINA

Humanização: Centro de Atendimento às Vítimas inicia acolhimento de famílias no Fórum de Cuiabá

COMPARTILHE

Pessoas que foram vítimas de crimes e atos infracionais em processos julgados na Comarca da Capital já começaram a ser atendidas de forma humanizada pelo setor criado especialmente a elas, no Fórum de Cuiabá.
 
M.S.P., 36 anos, esteve no fórum para buscar encaminhamento psicológico na 2ª Vara Especializada de Violência Doméstica, e foi direcionada ao Centro Especializado de Atendimento às Vítimas de Crimes e Atos Infracionais, localizado no subsolo do fórum.
 
“É bom, fizeram coisas para nos apoiar e acolher. Tem um atendimento diferente, um olhar diferente. Muitas vezes, as pessoas te veem com olhar de julgar. Lá já tem o apoio, onde você se sente mais segura”, afirma.
 
Ela foi até o fórum com o filho de 5 anos, que também foi bem recebido e cuidado com carinho e afeto. “No dia que eu fui, meu filho foi bem atendido, ele se sentiu amado. Qualquer pessoa que ele via no fórum saía abraçando, ele abraçou até o juiz e antes tinha medo de ir lá”, destaca.
 
M. inclusive já indicou o local para uma amiga que também enfrenta os mesmos problemas psicológicos que ela em virtude da violência doméstica, e combinou de levá-la para buscar apoio profissional.
 
O objetivo do setor é acolher de forma humanizada as vítimas enquanto elas estão nas dependências do judiciário. O local oferece atendimento psicológico e encaminhamentos a programas sociais, tanto para as vítimas quanto seus familiares, além do serviço de consulta processual e espaço kids.
 
#Paratodosverem
Esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência visual.
Descrição de imagem: Foto horizontal colorida da área interna do Centro Especializado de Atendimento. Em primeiro plano, uma porta de vidro está aberta e tem a logo do centro em azul marinho. Em profundidade, o hall de entrada do Centro, onde se vê uma mesa com computador, uma mesa de centro, tapete e sofá. Uma planta adorna o local. Na parede, há uma faixa grande em azul escrito “Você não está só”.
 
Leia nos links abaixo matérias sobre o Centro Especializado de Atendimento:
 
 
 
 
Mylena Petrucelli/Foto: Alair Ribeiro
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

Comente abaixo:

COMPARTILHE

FAMOSOS

Últimas Notícias