NOVA XAVANTINA

Policial militar executado a tiros dentro de bar foi morto por engano

COMPARTILHE

O criminoso que executou o sargento da Polícia Militar, Abel Cebalho de Souza, 46 anos, em março deste ano, foi preso nesta quinta-feira (21), em Cáceres (225 km de Cuiabá). Ele foi localizado em uma praça do bairro Dner.

De acordo com a Polícia Civil, o criminoso, de 22 anos, confessou o crime e disse que atirou no policial militar por engano. Segundo ele, o alvo do crime era outra pessoa.

Porém, ao chegar ao local, o bandido visualizou uma pessoa no balcão do bar, que não reconheceu como sendo o alvo. Ele contou que avisou o comparsa, que o obrigou a atirar no sargento, mesmo não sendo o alvo correto.

As investigações mostraram que o crime foi motivado por dívida de drogas.

O criminoso teve a prisão cumprida e foi colocado à disposição da Justiça.

O inquérito instaurado será concluído e encaminhado ao Poder Judiciário e Ministério Público Estadual, com indiciamento dos envolvidos por homicídio qualificado, por motivo fútil.

Relembre o crime

O crime aconteceu no dia 02 de março, em um bar no bairro Jardim Aeroporto, em Cáceres. Abel Cebalho de Souza era militar e estava trabalhando no caixa do estabelecimento comercial, quando foi atingido por disparos de arma de fogo.

Câmeras de segurança do estabelecimento registraram o exato momento do homicídio.

Na gravação é possível ver alguns clientes jogando sinuca e, em seguida, chegam os dois criminosos, um de camiseta verde e o outro de camisa laranja, que inicialmente, se passam por clientes.

Um dos bandidos se aproxima do balcão onde estava o militar e faz um pedido. Em seguida, ele realiza o disparo. As filhas da vítima estavam no bar e presenciaram o crime.

Após o homicídio, a dupla foge a pé.

Fonte: Araguaia Noticia

Comente abaixo:

COMPARTILHE

FAMOSOS

Últimas Notícias