NOVA XAVANTINA

Prefeitura de Vila Rica diz que não houve negligência médica e classifica como falso o relato da mãe

COMPARTILHE

Olhar Alerta 
ARAGUAIA NOTÍCIA 

A Secretaria de Saúde divulgou uma nota de esclarecimento em que apresenta a versão da equipe médica sobre o ocorrido durante o atendimento do bebê de 22 dias, o qual morreu após retornar pela segunda vez ao pronto atendimento de Vila Rica, na terça-feira (5).

Conforme apurou o site Olhar Alerta, a nota divulgada na noite de quinta-feira (7), traz o relato do relatório médico, que afirma que foi observado o quadro febril e de vômito de criança, que se tratava de regurgitação, quando o bebê coloca para fora aquilo que foi para o estômago após a mamada. 

Após uma injeção e melhora da febre, mãe e filho foram mandados de volta para casa e, após algumas horas, retornaram com novos sintomas.

A partir de uma piora no caso, foi tentada a regulação para uma UTI Neonatal, contudo, o bebê morreu antes de ser transferido.

Segundo a nota, o bebê nasceu em Confresa por meio de uma cesárea e precisou de oxigênio por mais de 4 horas e que era necessário o encaminhamento para um pediatra, o qual não teria sido feito, além do mais, a mulher não teria apresentado a carteira de vacinação da criança, e em buscas nos sistemas, não teria sido localizado nenhum registro de vacinação.

A mãe da criança, Danilia Ferreira, publicou um relato nas redes sociais após tomar conhecimento sobre a nota, onde afirma que, em nenhum momento foi pedida a documentação do bebê, ela, inclusive, mostrou durante filmagem o cartão de vacinação. A mulher considerou a nota da saúde como mentirosa.

Fonte: Araguaia Noticia

Comente abaixo:

COMPARTILHE

FAMOSOS

Últimas Notícias