NOVA XAVANTINA

Procuradoria da Câmara dá parecer para afastar vereador que matou agente socioeducativo

COMPARTILHE

Gazeta Digital 
ARAGUAIA NOTÍCIA 

A procuradora da Câmara de Vereadores deu aparecer favorável ao pedido da parlamentar Edna Sampaio (PT) para afastamento de Marcos Paccola (Republicamos). O documento foi lido em sessão desta quinta-feira (7) e segue para a Comissão de Ética da Casa para avaliação. O presidente do Legislativo municipal, Juca do Guaraná (MDB), informou que vai se reunir com o delegado Hercules Batista ainda hoje. O policial é titular da investigação sobre homicídio cometido por Paccola no dia 1º deste mês.

Paccola atirou e matou o agente socioeducativo Alexandre Miyagwa de Barros, 41, na noite do dia 1º, na região central de Cuiabá. Ele foi ouvido na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na mesma noite e liberado em seguida. A petista requereu afastamento do parlamentar até que seja concluída a investigação criminal e o pedido foi deferido pela procuradoria. Ainda hoje o presidente da Câmara encaminha o documento para a Comissão de Ética e depois o pedido volta parta votação dos vereadores.

“Ainda hoje farei este encaminhamento para o presidente da Comissão de Ética”, garantiu Juca do Guaraná. Apesar da celeridade no encaminhamento, o afastamento não deve ser votado no mesmo dia, porém será antes do recesso de julho. O vereador Lilo Pinheiro, da Comissão de Ética, afirma que delegados que trabalham no caso serão convocados para prestar esclarecimento em apuração da conduta do vereador, da Câmara.

“Ainda hoje marquei uma agenda com o delegado titular do caso. Estarei eu e o vereador Lilo Pinheiro”, informou o presidente.

O encontro vai acontecer da DHPP, às 14h.

O caso

Conforme registrado no boletim de ocorrência, Paccola teria pedido por várias vezes para o agente colocasse a arma que carregava no chão, e, como teria ocorrido reação, ele reagiu, atirando contra o servidor público. A mulher que estava com o agente dá outra versão e diz que Alexandre não estava com a arma em punho. Paccola prestou depoimento na Delegacia de Homicídios e depois foi liberado. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Vídeo das câmeras da rua mostram que o vereador atirou pelas costas do agentes, sem qualquer contato preliminar.

Clique aqui para entrar no grupo Araguaia Notícia do WhatsApp

Clique aqui para entrar no grupo Araguaia Notícia do Telegram 
 
 

Fonte: Araguaia Noticia

Comente abaixo:

COMPARTILHE

FAMOSOS

Últimas Notícias