NOVA XAVANTINA

Policiais que cobraram propina de casal de amantes são expulsos

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

Thaiza Assunção / Midia News 
ARAGUAIA NOTÍCIA 

O Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso demitiu das fileiras da corporação o sargento Felisberto Silverio da Silva e o cabo Patrick Antonio Vanni, condenados pelo crime de concussão (recebimento de vantagem indevida). A decisão circulou no Diário Oficial desta semana. A demissão foi assinada pelo comandante-geral da PM, coronel Alexandre Corrêa Mendes. Silverio não está mais na ativa e só sofrerá a perda da graduação, mantendo seu salário. Já Vanni será excluído da folha de pagamento. 

Os dois policiais foram condenados em 2018 por exigir R$ 10 mil de um homem flagrado com uma amante em Nova Canaã do Norte (680 km de Cuiabá). De acordo com o processo, o caso ocorreu em junho de 2011. A vítima estava em uma festa em uma estância, quando, no trajeto de volta, foi abordado na companhia da amante pela viatura composta pelo então cabo Felisberto Silverio e o então soldado Patrick Antonio Vanni.

Na ocasião, os policiais afirmaram que a abordagem se deu porque a vítima estaria num lugar perigoso, o qual era utilizado para consumo de entorpecentes. Logo em seguida, conduziram a vítima e a mulher para um unidade policial. O homem foi conduzido no seu veículo pelo soldado Vanni e a mulher levada na viatura pelo então cabo Silverio.

Conforme o processo, no percurso até a delegacia, Vanni disse à vítima que o local aonde ela estava namorando poderia dar cadeia, por ser lugar público. Afirmou que em razão do suposto crime, ele teria que gastar cerca de R$ 10 mil com advogado, além de ter problemas com a esposa, momento em que lhe sugeriu que, ao invés de entregar o dinheiro ao advogado, o repasse para eles, pois assim nada seria feito e ninguém saberia.

Ainda de acordo com o processo, o homem e a mulher ficaram cerca de 30 minutos na unidade policial sob a ameaça de que poderiam ser levados para a delegacia e serem presos. A vítima, apesar de se mostrar insatisfeita com o valor exigido, acabou preenchendo um cheque, com a condição de que ele fosse descontado somente em julho. 

Cliqui aqui para entrar no grupo Araguaia Notícia do WhatsApp

Clique aqui para entrar no grupo Araguaia Notícia do Telegram 
 
 

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

FAMOSOS

Últimas Notícias