NOVA XAVANTINA

Prefeito assina parceria para contratação de reeducandos do sistema prisional em Barra do Garças

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

Araguaia Notícia com Secom-BG

Na quarta-feira (15/6), o prefeito Dr. Adilson assinou o termo de cooperação entre a Prefeitura de Barra do Garças, a Fundação Nova Chance (Funac) e a Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso, para a contração de reeducandos da cadeia pública de Barra do Garças. Pelo menos 10 recuperandos devem ser contratados para trabalhar em serviços da secretaria de Obras e da secretaria de Meio Ambiente. 

O documento que permite a cooperação entre as entidades foi assinado na presença do diretor da cadeia pública, Maicon Brasil; da assessora da diretoria da Funac e fiscal do contrato, Simone Pietsch; e da suplente para fiscalização contratual, Valdirene Borba.

De acordo com o prefeito municipal, Dr. Adilson Gonçalves, a contratação da mão de obra prisional produz diversos benefícios, tanto para o reeducando, quanto para o contratante. “Essa contratação sai mais barata para o cofre público do que as contratações regidas pela CLT, porque não possuem impostos trabalhistas; ao mesmo tempo, o reeducando recebe a oportunidade de trabalhar e produzir renda para si e para seus familiares”, disse.

A responsável pela fiscalização do contrato e representante da Funac na assinatura do termo, Simone Pietsch, explicou que os reeducandos receberão a remuneração devida pelo trabalho realizado, mas sob um regime que garante a organização financeira para quando o detento concluir sua pena. “São criadas duas contas bancárias, na primeira o reeducando recebe 70% do salário para seu sustento, enquanto a segunda conta retém 30% da remuneração, que só poderá ser sacado quando o reeducando deixar o sistema prisional”, detalhou.

Para o diretor da cadeia pública de Barra do Garças, Maicon Brasil, é importante destacar que a contratação de presos não apresenta risco nenhum para a sociedade, uma vez que os reeducandos serão monitorados por tornozeleira eletrônica e a contratação configura um avanço no processo de ressocialização. “Além de reduzir a pena do detento, o trabalho também reduz as chances de reincidência no crime para os egressos do sistema prisional”, completou.

Cliqui aqui para entrar no grupo Araguaia Notícia do WhatsApp

Clique aqui para entrar no grupo Araguaia Notícia do Telegram 
 

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

FAMOSOS

Últimas Notícias