NOVA XAVANTINA

Caso do verdureiro que morreu atropelado completa quatro anos

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp


G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA 

Há quatro anos, no dia 14 de abril de 2018, o verdureiro Francisco Lúcio Maia morreu após ser atropelado por um casal de médicos na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá. O caso segue sem a realização do júri popular que irá decidir o destino da médica Letícia Bortolini, acusada pelo atropelamento e morte do verdureiro.

Já foi realizada audiência de instrução do caso, inclusive com o depoimento da médica. Bortolini disse que não viu nada. Ela alegou que não fez o teste do bafômetro logo após ser presa por medo do resultado.

A médica confirmou que, antes do acidente, tinha ido com o marido em um festival de churrasco e cerveja. A defesa da médica preferiu não se manifestar. Letícia Bortolini é acusada de ter atropelado e matado o verdureiro, na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá. De acordo com as polícias Militar e Civil, ela estava com o marido em um carro.

O atropelamento do verdureiro ocorreu por volta de 20h do dia 14 de abril. A vítima foi atingida pelo veículo no momento que terminava de atravessar a via. A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) constatou em laudo que a velocidade média de impacto do veículo da médica, um Jeep Compass, era de aproximadamente 103 km/h.

Francisco tentava subir com seu carrinho na calçada quando foi atingido pelo carro e morreu no local. O veículo não parou para prestar socorro e foi encontrado em um condomínio no bairro Jardim Itália, na capital, após uma testemunha seguir o veículo e informar a polícia.

Para a polícia, a médica assumiu conscientemente o risco do acidente. Na conclusão do inquérito policial, o delegado considerou que o fato da vítima apresentar capacidade psicomotora comprometida por elevado estado de embriaguez, confirmado em laudo pericial. Ela foi presa na casa dela, em um condomínio da capital, e foi solta dois dias depois sob a alegação de que ela tem um filho com 1 ano de idade que precisa dos cuidados dela.

Desde então, ela permanece em liberdade, atuando como médica na capital. Laudo aponta que caminhonete que atropelou verdureiro em Cuiabá estava a 101km/h

Imagens do acidente

Um vídeo de câmeras de segurança registrou o momento em que o carro da médica atinge o vendedor ambulante.

A gravação não tem imagens nítidas, mas é possível ver o carro da médica, um Jeep Compass de cor branca, atingindo o vendedor ambulante. O automóvel da médica aparece na imagem da esquerda para a direita, aos quatro segundos do vídeo.

Francisco é arremessado e o corpo atinge uma árvore, quase no centro do vídeo. Letícia não freou o veículo e não prestou socorro ao pedestre. A Polícia Militar, ao detê-la, disse que ela tinha sinais de embriaguez.

CLIQUE AQUI  e entre no grupo de whatsApp do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

CLIQUE AQUI e entre no grupo do telegram do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real
 
 
 

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

FAMOSOS

Últimas Notícias