NOVA XAVANTINA

Veterinária que mobilizou vaquinha para custear tratamento contra câncer está curada

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp


G1 MT 
ARAGUAIA NOTÍCIA

A médica veterinária Cintya Castro de Abreu, de 31 anos, recebeu o comunicado do médico nessa segunda-feira (11) de que está curada de um câncer de estômago. Ela tinha sido diagnosticada no dia 27 de agosto do ano passado e fez campanha para custear o tratamento.

Ao g1, o pai dela, Cireno Castro, contou que por enquanto ela continuará fazendo acompanhamento médico, mas que já foi curada. “Ela vai continuar com protocolo de reforço e em breve não precisará fazer mais nada. Será apenas um acompanhamento para o resto da vida. Hoje, ela está curada e não será preciso mexer em nada. É uma doença crônica, é controlável, como alguém com diabete ou pressão alta”, afirmou.

Segundo ele, a campanha de solidariedade reuniu doações pelo país inteiro e mudou a vida de toda a família.

“Deus tocou no coração de tantas pessoas que mudou a nossa história e da minha filha. Foi como se fosse aquela transformação da água para o vinho. Hoje estou muito feliz”, disse.

Uma das doações recebidas partiu de uma mulher do Pará. Ela programou doar mil reais para ajudar no tratamento de Cintya. Mas, quando o valor chegou, ela viu que eram R$ 15 mil.

Segundo Cireno, eles acharam que estivesse errado, entraram em contato e ouviram da mulher de que o dinheiro estava certo e ela sentiu que precisava doar um valor mais alto para Cintya. Essa doação veio num momento em que a família cogitava adiar algumas sessões de quimioterapia devido às condições financeiras.

Relembre a história

Natural de Belém, do Pará, Cintya foi morar em Nova Mutum, a 240 km de Cuiabá, junto com o marido. Ao descobrir o câncer no estômago, ela precisou se mudar para a capital em razão do tratamento.

Os pais dela também foram para a cidade para acompanhá-la nesse momento. Então, Cireno decidiu trabalhar como motorista de aplicativo na capital, para conseguir, de alguma forma, cobrir os custos com as sessões de quimioterapia.

A cada viagem feita, Cireno contava a história da filha e as pessoas ajudavam, o que foi ganhando cada vez mais apoio e solidariedade.

Ao longo do tratamento, ela foi perdendo peso e também os fios de cabelo. A família resolveu raspar os cabelos para se solidarizar com Cintya, enquanto ela estava passando por quimioterapia. Outros amigos também resolveram ficar carecas em solidariedade à ela.

Com a repercussão do caso e todo apoio, Cintya conseguiu ser tratada pelo cardiologista Fernando Maluf do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Agora, ela segue fazendo o acompanhamento pelo Instituto Câncer Brasil, em Sorriso, médio-norte do estado.

CLIQUE AQUI  e entre no grupo de whatsApp do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

CLIQUE AQUI e entre no grupo do telegram do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real
 
 

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

FAMOSOS

Últimas Notícias