NOVA XAVANTINA

Governo investe R$ 644,8 milhões na modernização da Saúde com construção e reforma de hospitais

COMPARTILHE


O Governo de Mato Grosso investiu R$ 644.828.362,93, na infraestrutura de unidades mantidas pelo Estado em Cuiabá, nos útlimos três anos. Esse foi o maior programa de investimento e modernização no setor, o que possibilitou a construção e reforma de hospitais.

Entre os investimentos está a construção do Hospital Central, com recurso total de R$ 96,5 milhões. Redesenhado pela atual gestão, o novo projeto é executado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), com total de 32 mil m² de área construída. Os 9 mil m² do prédio antigo, que ficou abandonado por mais de 34 anos, foram aproveitados.

A obra já está 35% executada e a previsão é que seja entregue em 2023. O hospital contará com 290 leitos, dos quais 60 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 230 leitos de enfermaria, voltados para o atendimento de toda a população mato-grossense. O novo projeto para a unidade prevê ainda 10 salas cirúrgicas.

A unidade terá capacidade para oferecer 1.990 internações, 652 cirurgias, 3.000 consultas especializadas e 1.400 exames por mês. Dentre as especialidades previstas para o Hospital Central estão Cardiologia, Neurologia, Vascular, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Urologia, Ginecologia, Infectologia e Cirurgia Geral.

A SES priorizou ainda a modernização das unidades de saúde geridas pelo Estado em Cuiabá. Os investimentos já somam R$ 204.250.000,00 em mais de 10 frentes de trabalho concluídas ou em andamento.

Entre as obras entregues pela atual gestão, está a do Hospital Estadual Santa Casa. A unidade foi totalmente readequada pelo Governo de Mato Grosso que, em maio de 2019, requisitou a estrutura do hospital – até então filantrópico – e passou a gerir a unidade, que chegou a ficar fechada por quatro meses. No Hospital, foram investidos cerca de R$ 3 milhões.

“Cuiabá celebra seu aniversário de 303 anos com diversos investimentos na saúde. Trabalhamos intensamente para modernizar as unidades geridas pelo Governo do Estado na capital e mantivemos em dia os repasses financeiros convencionais e excepcionais ao município. Seguimos no cumprimento da promessa feita pelo governador Mauro Mendes, que é de fazer a saúde funcionar e atender melhor o cidadão de Mato Grosso”, destaca a secretária Estadual de Saúde, Kelluby de Oliveira.

A Central de Imunobiológicos da SES, conhecida como Central da Rede de Frio, passou por reforma e modernização entre fevereiro e agosto de 2021. O local recebeu um investimento de cerca de R$ 5 milhões, que possibilitou a ampliação do espaço físico em aproximadamente mil metros quadrados de estrutura. A unidade armazena imunobiológicos e insumos que são distribuídos para os 141 municípios do Estado.

Com objetivo de oferecer um ambiente mais moderno aos pacientes do Lar Doce Lar, a SES investiu R$ 3 milhões, entre abril de 2019 e fevereiro de 2022, e realizou adequações e reparos no local. A unidade é mantida pelo Estado e é ligada ao Centro Integrado de Assistência Psicossocial (Ciaps) Adauto Botelho.

A instituição Lar Doce Lar atua como residência para 17 pessoas em regime de abandono, advindas de abrigos ou orfanatos. Os pacientes necessitam de cuidados por 24 horas e são acompanhados por equipes multidisciplinares, nos moldes do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Governo do Estado segue investindo nos serviços de saúde mental em Mato Grosso. Com um aporte financeiro de R$ 1,4 milhão, a Secretaria reformou e modernizou o Ciaps Adauto Botelho Álcool e Drogas.

Entre os meses de outubro de 2019 e maio de 2020, a pasta realizou reparos, adequações e modernizações avaliados em R$ 250 mil no Centro Estadual de Odontologia para Pacientes Especiais (Ceope). A unidade conta com cinco consultórios odontológicos e uma equipe multiprofissional composta por cirurgião-dentista, assistente social, enfermeiro, fisioterapeuta, técnico em saúde bucal e técnico de enfermagem.

Covid-19

Em julho de 2020, a Secretaria destinou recurso na ordem de R$ 1,2 milhão para a implementação do Centro de Triagem da Covid-19, na Arena Pantanal, em Cuiabá. A unidade funcionou até 15 de outubro de 2021 e auxiliou a Atenção Básica dos municípios da Baixada Cuiabana no diagnóstico e tratamento da Covid-19, por meio de testes, exames de imagem e entrega de medicamentos mediante prescrição médica.

A unidade realizou cerca de 240 mil atendimentos. Desse total, 40.673 pessoas testaram positivo para o novo coronavírus, 141.163 tiveram o resultado negativo e 59.149 apresentaram quadro suspeito da Covid-19.

No mesmo período, foram realizadas 15.100 tomografias, exame de avaliação dos pulmões que auxilia no diagnóstico e tratamento da doença.

Outras obras em andamento

Vai ser implementado ainda na capital um Centro Logístico de Abastecimento e Distribuição, com investimentos na construção de aproximadamente R$ 45 milhões. Ligada à Assistência Farmacêutica, a unidade oferecerá um espaço mais moderno e amplo para o armazenamento de medicamentos e compostos a serem distribuídos aos munícipios do Estado. O local está previsto para ser entregue no final de 2022.

Está em fase de construção o novo espaço que sediará o MT Hemocentro e o Centro Estadual de Referência de Média e Alta Complexidades (Cermac-MT). A SES destinou um total de R$ 19,2 milhões para o novo espaço. A previsão de conclusão da obra é para dezembro de 2022.

Com um investimento de R$ 15,2 milhões, a SES está reformando e ampliando o Hospital Adauto Botelho. A obra deve ser finalizada no segundo semestre de 2022.

O Governo do Estado está construindo uma nova sede do Laboratório Central de Saúde Pública do Mato Grosso (Lacen). A obra conta com um recurso de R$ 11,8 milhões e deve ser concluída no primeiro semestre de 2023. Enquanto ocorre a construção da nova sede do laboratório, a SES está realizando melhorias em um prédio provisório, que deverá comportar os serviços realizados pela unidade até a entrega da nova sede. Nesta reforma estão sendo investidos R$ 3 milhões.

A Escola de Saúde Pública de Mato Grosso também está em obras. Estimada em aproximadamente R$ 3 milhões, a reforma da estrutura prevê a troca de cobertura e revestimentos existentes, adaptação dos banheiros, cozinha, modificação dos espaços internos e da fachada. As modernizações serão feitas por etapas, tendo a previsão de conclusão para setembro de 2022.

Repasses financeiros ao município

Nos últimos três anos, também foram priorizados os repasses financeiros feitos ao município, que seguem em dia há 39 meses e visam à manutenção dos serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no âmbito dos programas cofinanciados pelo Estado.

Foram repassados pela SES, via Fundo Municipal de Saúde de Cuiabá, um total de R$ 440.578.362,93. O recurso mantém vigente na Saúde Pública da capital o Programa da Atenção Primária, Programa de Apoio ao Desenvolvimento e Implementação dos Consórcios Intermunicipais de Saúde (Paici), Regionalização da Saúde, Farmácia Básica e Diabetes, Alta Complexidade, Leitos de UTI Covid-19, UPAs 24 Horas, Incentivo Temporário Excepcional, Média e Alta Complexidades (MAC), Toracotomia, Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (FEEF), Incentivo à Vigilância Sanitária e Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (Pnaisp) e Programa Estadual de Saúde Mental.

Fonte: GOV MT

Comente abaixo:

COMPARTILHE

FAMOSOS

Últimas Notícias