NOVA XAVANTINA

Quatro pessoas são indiciadas por sequestro, tortura e homicídio em Primavera do Leste

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil em Primavera do Leste concluiu o inquérito que apurou a morte de Everton Henrique Machado, de 28 anos, e indiciou quatro criminosos pelo sequestro, tortura e homicídio, que também responderão por organização criminosa.

De acordo com o delegado responsável pela investigação, Allan Vitor Sousa da Matta, três dos envolvidos já estavam presos temporariamente e um, que está preso por outro crime, teve a prisão decretada durante a apuração do caso. O delegado representou pela prisão preventiva dos quatro, que foi decretada pela 1a Vara Criminal da Comarca de Primavera do Leste.

Desaparecimento

Na manhã do dia 30 de junho, a equipe da Divisão de Homicídios da Delegacia de Primavera do Leste localizou um corpo em avançado estado de decomposição, que posteriormente foi identificado como sendo de Everton, que estava desaparecido desde o dia 20 de junho. O cadáver foi localizado em uma área na zona rural do município, a 23 quilômetros da cidade, próximo à ponte nova do Rio das Mortes.

Everton Machado desapareceu depois de participar de uma festa, em um local próximo ao lixão da cidade. Conforme a investigação, na madrugada de 20 de junho, a vítima teria sido agredida por pessoas que estavam na festa e levada em um veículo para uma residência, onde foi torturada e morta e depois o corpo foi desovado na região do Rio das Mortes.

A mãe da vítima procurou a Polícia Civil e relatou o desaparecimento do filho, depois de tentar contato por diversas vezes com ele. Após diligências realizadas com base nas informações coletadas na investigação, a equipe policial chegou ao local onde o corpo teria sido desovado. 

Prisões 

No dia 28 de junho, a Delegacia de Primavera do Leste cumpriu os mandados de prisão contra dois homens, de 20 e 21 anos, investigados pelo homicídio, sequestro, tortura e ocultação de cadáver da vítima.

Com apoio da Delegacia Regional, os investigadores conseguiram identificar e apreender com um dos suspeitos, o veículo utilizado no crime. A perícia realizada no veículo e em roupas apontaram a presença de sangue humano compatível com o da vítima. 

Outros dois envolvidos foram presos posteriormente, sendo que um deles já estava detido na unidade prisional de Primavera do Leste por tráfico de drogas. A investigação apurou que o crime foi motivado por uma briga entre envolvidos e vítima, que evoluiu para o homicídio.

Fonte: PJC MT

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

FAMOSOS

Últimas Notícias