NOVA XAVANTINA

Sesp afirma que investigações sobre morte de advogado durante série de assaltos estão avançadas

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp


O delegado Diogo Santana, superintendente da Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), garantiu que estão avançadas as investigações sobre a morte de João Anaides Cabral Neto, na madrugada deste domingo (18), durante uma série de assaltos em propriedades localizadas na zona rural de Juscimeira (163 km de Cuiabá). Santana contou que o caso está sob a tutela do delegado Ricardo Franco, e que em breve deve ser solucionado.

A afirmação foi dada nesta terça-feira (20), durante audiência da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) juntamente com titular da Pasta, Alexandre Bustamante, na sede da Sesp. Na ocasião, a OAB-MT cobrou celeridade na apuração latrocínio.

“Uma força-tarefa está sendo montada e, se Deus quiser, logo, logo teremos o desvendar desse brutal assassinato envolvendo infelizmente o João. Estamos cobrando celeridade e saímos daqui com essa garantia”, comentou o presidente da OAB-MT, Leonardo Campos. Ele ressaltou que tanto o conselheiro Bruno de Castro quanto o presidente da subseção de Rondonópolis, Stalin Paniago, estão acompanhando o caso.
 
Também participaram da reunião a vice-presidente da OAB-MT, Gisela Cardoso, o Secretário-Geral, Flávio José Ferreira, o presidente da Comissão de Direito Carcerário da OAB-MT, Maury Borges da Silva, e a advogada e vereadora em Chapada, Fabiana Nascimento, além do secretário adjunto da Sesp, coronel Victor Fortes.

Latrocínio
 
Moradores da região de Juscimeira ligaram para a central pedindo socorro na madrugada de domingo. Conforme a denúncia, o bando era composto por seis ou sete pessoas armadas e encapuzadas, que realizaram uma série de crimes.
 
Ao chegarem no loteamento, a moradora do Rancho Nossa Senhora Guadalupe, G.L.Z ., relatou que os suspeitos invadiram sua propriedade e, além dela, fizeram refém sua tia e mais seis crianças que estavam no local. De lá, levaram R$ 1 mil em dinheiro e uma Hillux branca.
 
A vítima foi colocada no veículo e seguiu com os bandidos até a Fazenda Flor do Vale, que pertence a seu pai. O idoso contou que o bando anunciou o assalto à sua propriedade e o amarrou dentro de casa. Os suspeitos fugiram do local levando uma camioneta Ford F-350 de cor verde.

Em outra residência, o Rancho Eldorado, o proprietário L.R.S. contou que os bandidos chegaram com os veículos roubados anteriormente e fizeram o advogado e outra vítima refém. Eles foram amarrados e colocados no banheiro.

L.R.S. ainda destacou que durante toda a abordagem os bandidos questionavam se a propriedade era o rancho de “João Zuffo”. Do local, segundo o proprietário, os suspeitos começaram a pegar objetos pessoais, como celulares, correntes e dinheiros. Logo em seguida ouviu o barulho de um disparo de arma de fogo vindo do banheiro.

A vítima que foi amarrada junto a João Anaides contou que um dos criminosos arrombou a porta do banheiro onde estavam amarrados e atirou na cabeça do advogado. Logo após, o atirador e os demais bandidos fugiram do rancho, levando o veículo do morto, uma camionete SW4 branca.

No Rancho Eldorado, os policiais encontraram um revólver calibre 38, com numeração ilegível e seis munições intactas. A primeira vítima, G.L.Z ., reconheceu a arma como sendo de um dos suspeitos.

A Toyota SW4 branca, roubada do advogado, foi recuperada na manhã de domingo, em meio a mata no bairro Jardim Montreal, em Rondonópolis.

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

RELACIONADAS

FAMOSOS

Últimas Notícias