NOVA XAVANTINA

Enfermeira é presa por furtar testes de covid de hospital em Cuiabá

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp


Uma enfermeira de 44 anos foi presa na madrugada deste domingo (11) após furtar testes de covid-19 e materiais de uso hospitalar do Hospital Estadual Santa Casa. Também é investigada a participação de um médico no esquema, com quem foram flagradas trocas de mensagem com a enfermeira.

Ela foi flagrada após uma denúncia realizada para a Polícia Civil na noite de sábado (10). Na bolsa da profissional foram encontrados 25 cotonetes em um envelope plástico lacrado; um frasco de reagente; 25 frascos para pipetagem; dois equipos macro gotas; dois equipos dupla via; quatro cateteres nasais tipo óculos de oxigênio e vários cateteres intravenosos de marcas diversas.

Inicialmente ela negou saber o motivo dos materiais estarem em sua bolsa, mas no depoimento disse que os itens eram seus e os utilizava em plantões particulares. Na checagem junto ao hospital, foi confirmado que os produtos são da Santa Casa e não podem ser retidos da unidade.

No celular da enfermeira foram encontradas conversas com um médico, onde ela pergunta se será preciso “levar os materiais para o paciente” e que caso o doente não tenha, sairia por R$ 300. Na mesma conversa, a enfermeira avisa ao médico que se ele precisar de qualquer material, “é só ele avisar que ela consegue também, pois quem não tem conhecimento hospitalar, pra comprar é complicado”.

O delegado Caio Albuquerque, que atendeu o flagrante, explica que ainda que mesmo sendo contratada da Santa Casa, por exercer suas funções em unidade pública hospitalar, ela é equiparada a servidora pública, conforme previsto no Artigo 327 do Código Penal.

“Deparamos com a situação de uma servidora pública, por equiparação, que, mesmo vendo, diariamente, toda a terrível situação a que passamos, agindo na contramão, objetivando interesses próprios, e valendo-se das facilidades que seu emprego proporciona, apropriou-se de testes para constatação da covid, e mais, apropriou-se de equipamentos de uso exclusivo médico hospitalar, estes já deveras escassos por conta do incontrolável aumento da pandemia”, pontuou o delegado.

Ela foi presa em flagrante e irá responder pelo crime de peculato, ou seja, corrupção cometida por servidor público. (Com informações da assessoria)

Comente abaixo:

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

FAMOSOS

Últimas Notícias