NOVA XAVANTINA

89,2% é a favor do veto que barra aumento de salário do prefeito, vice e secretários de Nova Xavantina

COMPARTILHE


Um enquete realizada no grupo e na Fanpage do NX1 disponibilizada apenas na plataforma do Facebook apontou que 89,2% dos votantes, são favoráveis ao veto do prefeito de Nova Xavantina João Batista Vaz – Cebola, em aumentar o salário do prefeito, vice e secretários.

Apenas 10,8% votaram contra o veto e se dizem a favor do aumento salarial.

ENTENDA O CASO

Tentando viabilizar uma maior remuneração aos médicos que trabalham na saúde de Nova Xavantina, a câmara municipal aprovou na última segunda-feira, 23/03, com a maioria dos votos, o PL de autoria da mesa diretora que aumento a remuneração do prefeito e vice-prefeito e dos Secretários municipais de Nova Xavantina, a vigorar a partir de 2021 até 2024, ou seja, para o próximo mandato.

Este aumento dado ao prefeito, ao vice e aos secretários se deu porque segundo a Constituição Federativa do Brasil em seu artigo 37, XI, reza que nenhum funcionário público poderá exceder o salário mensal do Prefeito.

Com o aumento do salário do prefeito, a remuneração de vários profissionais da saúde, médicos principalmente, seria adequado ao teto remuneratório do serviço público municipal, uma vez que, alguns médicos estão reivindicando aumento salarial e ameaçando trocar de cidade por salários melhores. 

Contudo, se faz necessário cientificar que caso haja debandada dos profissionais da saúde (médicos principalmente), o mesmo ocorrerá em razão da falta de valorização, e da remuneração retida para adequação ao teto do artigo 37, XI da CRFB/88.

A remuneração dos profissionais da saúde (médicos), exatamente por incidirem no teto remuneratório (subsídio do prefeito), é atualizado, também, apenas a cada legislatura (4 anos), ou seja, somente terão novo aumento/atualização, em 2024, caso o atual Projeto 003 (aumento) seja vetado pelo prefeito Cebola, situação que já foi cogitada pelo mesmo.

Comente abaixo:

COMPARTILHE

FAMOSOS

Últimas Notícias